Sobre a Reforma da Previdência, Leo de Brito afirma: “Temer está derrotado”

“O governo federal está derrotado e por isso está recuando”. Com essa afirmação, o deputado federal Leo de Brito fez um pronunciamento na tribuna da Câmara dos Deputados para falar sobre o anúncio de mudança na proposta da Reforma da Previdência, feita pelo Palácio do Planalto, na última sexta-feira, 7.

De acordo com o anúncio do governo federal, a atual proposta da Reforma da Previdência passará por mudanças em cinco pontos. Relacionados a aposentadoria rural para homens e mulheres, pensão por morte, benefício de prestação continuada e aposentadorias especiais. Para Leo de Brito, o presidente Michel Temer já sabe que será derrotado nesta votação e está dando sinais de recuo.

“Atualmente temos 271 parlamentares que votam contra essa Reforma. Os próprios deputados da base admitem que o governo federal sofrerá uma derrota acachapante e nós temos os placares das votações dando conta que os votos contra a reforma estão crescendo”, disse.

O deputado acredita que, as manifestações populares e a pressão que está sendo feito em cima dos deputados da base, estão atingindo a presidência. “O que nós estamos vendo é uma grande mobilização que tem acontecido por toda sociedade. Aconteceu dia 8 de março, feita pelas mulheres, no dia 15 com a paralisação dos trabalhadores, no dia 31 agora mais uma paralisação e se anuncia para o dia 28 uma greve geral, assim como aconteceu na semana passada na Argentina”, ressaltou.

Leo de Brito lembra ainda que os parlamentares de oposição seguem na luta para que nenhum direito seja retirado dos trabalhadores. “Lutamos contra esse processo de terceirização geral e irrestrita, essa semana está prevista a votação na Comissão Especial da Reforma Trabalhista, e nós também somos contra”, afirmou.

No Acre, o deputado tem percorrido vários municípios realizando debates e audiências públicas para esclarecer a população todos os pontos tratados na Reforma.