Leo de Brito quer delegado na CPI dos crimes cibernéticos

Na audiência pública presidida pelo deputado federal Leo de Brito, na última terça-feira (8), na CPI dos Crimes Cibernéticos, o parlamentar apresentou requerimento solicitando a participação do delegado Fábio Morais de Paula, responsável pelas investigações da Operação Gênesis, que visa o combate à pornografia na internet. A Operação Gênesis foi deflagrada pela Polícia Federal na manhã do dia 2 de setembro.

Parlamentar acreano (ao centro) quando presidia audiência da Comissão, na Câmara dos Deputados, em Brasília

Parlamentar acreano (ao centro) quando presidia audiência da Comissão, na Câmara dos Deputados, em Brasília

De acordo com informações da Polícia Federal, cerca de 150 policiais cumpriram 37 mandados de busca e apreensão em 8 Estados do Brasil, incluindo o Acre. Em Rio Branco, a operação resultou em duas prisões e quatro mandados de busca e apreensão em que foram aprendidos notebooks, celulares, tablets, hds, cartões de memória entre outros. As investigações se deram a partir de um trabalho de inteligência que identificou usuários que utilizam redes sociais e serviços de e-mail para distribuir pornografia infantil.

“A participação do delegado responsável pelas investigações se faz necessária para contribuir com o bom andamento dos trabalhos desta CPI, que tem como principal objetivo investigar a prática de crimes cibernéticos e seus efeitos perante a economia e a sociedade neste país, uma vez que ele pode nos trazer informações importantes sobre a Operação Gênesis, que visa o combate à pornografia infantil na internet, com grande repercussão na mídia impressa” afirma Leo de Brito, eleito 1º vice-presidente da CPI dos Crimes Cibernéticos.

A audiência contou com a presença do senador Magno Malta, que foi presidente da CPI que investigou a prática dos crimes de pedofilia na internet, além de Heloiza de Almeida Prado Botelho Egas, Coordenadora -Geral de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Criança e Adolescentes da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente. O requerimento apresentado por Leo ainda não tem data para ser votado.