Leo de Brito propõe discussão sobre mudanças climáticas, na Câmara Federal

Por meio de solicitação do deputado federal Leo de Brito, a Comissão da Amazônia, da Câmara dos Deputados realizará no mês de setembro uma audiência pública para debater a variabilidade do clima na Amazônia. Para participar da discussão o parlamentar foi conhecer detalhes do sistema de monitoramento climático, desenvolvido pelo governo do Acre.

Ele visitou a sede do Instituto de Mudanças Climáticas do Acre (IMC), e na oportunidade conheceu os produtos desenvolvidos por meio de monitoramento via satélite, que mostra focos de calor e queimadas, acompanhamento de chuva e monitora as bacias hidrográficas.

Todas as informações via satélite alimentam um banco de dados e a partir dessas análises são produzidos diariamente relatório hidrometeorológico, relatório de queimadas e o boletim meteorológico, que são enviados para mais de 300 órgãos.

“Os boletins e os relatórios divulgados são de fundamental importância para o Estado, facilitando aos gestores públicos a tomada decisão frente aos eventos críticos, seja para comando e controle ou resposta rápida nos momentos de ocorrência de extremos de seca ou inundação, contribuindo para amenizar os danos e até mesmo evitá-los”, afirma a diretora técnica do IMC Vera Reis.

Nos últimos anos, pesquisadores e climatologistas têm apontado para uma série de fenômenos ambientais na Amazônia, ligados principalmente às mudanças climáticas. Nesse sentido o Acre quer se tornar referência no monitoramento de variabilidade climática.

“É necessário um debate amplo entre pesquisadores e os órgãos estatais, para que se discuta as estratégias adotadas frente ao novo contexto climático e as formas de adaptação e soluções para a variabilidade climática na Amazônia brasileira”, disse o deputado Leo de Brito.