Leo de Brito e Brandão garantem empenho de mais R$ 2, 1 milhões para Educação do Acre

Em parceria firmada desde o início do mandato, o deputado federal Leo de Brito vem acompanhando o secretário de Educação Marco Brandão em reuniões e audiências estratégicas junto ao FNDE, em Brasília, para garantir mais recursos para a pasta no Acre. A derradeira articulação política vai garantir a aquisição de nove ônibus escolares que devem atender alunos da zona rural do estado após o empenho de R$ 2,1 milhões disponibilizados pelo Fundo.


De acordo com informações da Secretaria de Educação do Acre, a previsão é de que os nove microonibus cheguem ao estado e comecem a circular em junho, após os trâmites necessários para liberação efetiva da verba. Os municípios que serão beneficiados ainda não foram definidos, porém, os veículos deverão substituir outros que já não podem mais circular em função do desgaste pelo tempo de uso. Desta forma, os novos carros melhor atenderão os estudantes da área rural que tanto necessitam dos transportes para chegarem até às instituições de ensino.   


“O mandato tem feito um trabalho de grande relevância junto com a secretaria de Educação do Acre para que nós consigamos liberação de recursos junto ao FNDE. Já tínhamos conseguido a liberação de mais de R$ 2 milhões para reforma de escolas e agora mais esses recursos para a aquisição de 9 ônibus escolares, que vai ajudar muito o transporte dos estudantes para as escolas. Então é a parceria que o mandato faz. É o compromisso que o mandato tem com a Educação”, afirma Leo de Brito.

O parlamentar se refere à articulação que garantiu o pagamento de recursos na ordem de R$ 1,2 milhão para a Pasta no Acre ainda este ano. Segundo informações da Divisão de Planejamento e Orçamento da SEE, a verba será destinada para o pagamento de 14 construções de escolas com 12 salas distribuídas nos municípios de Cruzeiro do Sul, Xapuri, Brasileia e Senador Guiomard, além da capital, Rio Branco. Ainda para obras de 49 escolas indígenas, seis quadras poliesportivas e outras seis reformas de instituições de ensino.