Leo de Brito destina emenda de R$ 700 mil reais para capoeira de Rio Branco

Nesta semana o deputado federal Leo de Brito esteve reunido com representantes da Federação Acreana de Capoeira e da Liga de Capoeira do Acre, na oportunidade foi anunciado uma emenda parlamentar de R$ 700 mil reais que irá fomentar as ações de capoeira em Rio Branco.

A capoeira é importante para a cultura brasileira, mas também é importante para integridade física e mental do praticante. Porque acima da luta, está o esporte e acima do esporte, está a contribuição social.

De acordo com o presidente da Federação Acreana de Capoeira, Ozéias da Silva Figueiredo – o contra-mestre Caboquinho – esta emenda mostra o comprometimento do deputado com o esporte e a cultura.

“Com a chegada desse recurso vamos aumentar nosso atendimento nos bairros da capital, além do fortalecimento dos grupos de capoeira com intercâmbios, práticas e debates”, disse Caboquinho.

A origem

A capoeira foi instrumento de libertação dos escravos. Vários golpes foram criados para os combates contra os feitores e capitões-do-mato. Um exemplo é a chibata (ou chapéu de couro, ou chicote), que é um golpe para atingir um oponente que está montado em um cavalo. Também foi criado a técnica do maculelê, que simula lutas com facões. O berimbau e os atabaques, tem sua origem na capoeira angola, que os negros usavam em forma de ritmo para disfarçar as lutas que eram confundidas com cultos religiosos.