Leo de Brito destaca importância do ‘Mais Médicos’ nos dois anos do programa

  O deputado federal Leo de Brito participou da cerimônia em comemoração aos dois anos do ‘Mais Médicos’, do governo federal, nesta terça-feira (4), no Palácio do Planalto em Brasília. O parlamentar destacou a importância do programa para o Brasil e para o Acre, aproveitando para parabenizar a presidenta Dilma Roussef pela coragem de tornar realidade um sonho que chegou a ser criticado por muitos.

“Quero parabenizar a presidenta Dilma pela persistência em acreditar em um programa como o ‘Mais Médicos’, que chegou a ser questionado no início de sua implementação e hoje atende mais de 73 milhões de brasileiros, que antes não tinham acesso aos serviços médicos da atenção básica. Além de dar oportunidade para vários jovens de regiões carente se formarem médicos”, disse Brito.

Em seu discurso durante o evento comemorativo, a presidenta Dilma trouxe dados atualizados do programa no Brasil, que contratou 18.240 profissionais, entre brasileiros e estrangeiros, em 4.058 municípios, 34 distritos sanitários indígenas. Hoje o ‘Mais Médicos’ atende a 73 milhões de pessoas que antes não tinham acesso à atenção básica.

“Quanto mais brasileiros forem atendidos, mais justa será a distribuição de médicos”, afirmou a presidenta. “Continuamos defendendo médicos formados no exterior para garantir o atendimento. No entanto, o engajamento dos médicos brasileiros vem sendo crescente. Na seleção que fizemos este ano, todas as vagas foram preenchidas por brasileiros. Isso é algo a comemorar, porque mostra efeito extremamente positivo do Mais Médicos”, completou.

O governo ainda anunciou no evento a criação de mais 3 mil bolsas de residência médica no país. Segundo o Ministério da Saúde, 75% dessas vagas são para ampliar a formação de médicos especialistas em medicina geral de família e comunidade.

No Acre, mais de 160 médicos do programa atuam em unidades de saúde. Os quatro últimos profissionais contratados em junho pelo programa são acreanos formados no exterior. Eles devem atuar no Distrito Especial Indígena do Alto Rio Purus, Tarauacá e Acrelândia, preenchendo assim 100% das vagas destinadas aos municípios acreanos, por meio do edital 01/2015.

Assessoria Leo de Brito