Leo de Brito apoia a inserção de novas cadeias produtivas em Porto Acre

Mais de 80% da população de Porto Acre vive na zona rural do município e faz da agricultura familiar a principal forma de incrementar a renda familiar. O plantio de banana e mandioca são as principais culturas produtivas do município. Para fortalecer essas cadeias e incentivar a inserção de outras, como a bacia leiteira, fruticultura e a borracha, o governo do Estado apresentou a possibilidade de investir cerca de R$ 6 milhões em propriedades da agricultura familiar de Porto Acre.

No último final de semana, o deputado federal Leo de Brito participou de reunião com mais de 100 pequenos produtores que demonstraram interesse em apostar em novas alternativas de produção e renda. “O nosso mandato sempre esteve à disposição dos pequenos produtores, por isso fiz questão de estar aqui conversando com essas famílias para mais uma vez me colocar a disposição delas e do governo do Estado no intuito de garantir todo apoio para investimentos em outras cadeias produtivas”, disse o parlamentar.

O secretário de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), Glenilson Figueiredo também participou do encontro, bem como o representante do governo em Porto Acre, Bene Damasceno. Para Glenilson a mudança de cultura pode transformar a vida dos produtores. “Além dos investimentos, um diferencial é a assistência técnica que vão receber. São recursos capazes de transformar a realidade dos produtores familiares aqui de Porto Acre”, afirma.

 

Paula Amanda, da Assessoria