Governador Tião Viana busca viabilização da cadeia da mandioca no Acre

Em reunião nesta quarta-feira, 31, com a diretoria da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), o governador Tião Viana solicitou apoio técnico para um estudo de viabilidade da cadeia produtiva da mandioca no estado.

A Apex atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira.

Para o governador Tião Viana, a ideia é fazer com que o Acre possa se tornar um polo produtor de fécula a partir da mandioca. Saber quem compra e vende esse produto, além das quantidades, é ideal para a viabilidade da cadeia produtiva no Acre. Segundo o censo agropecuário, a área plantada de mandioca no Acre foi de mais de 39 mil hectares só em 2016.

A Apex se prontificou a apresentar um estudo completo de possibilidades já na semana que vem. Também sugeriu que o governador entrasse em contato com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) para um fortalecimento desse estudo no mercado interno.

O deputado federal Leo de Brito acompanhou o encontro e afirmou: “Muito importante essa visita do governador Tião Viana à Apex. É claro que o Acre, com todo o potencial e com a política de diversificação econômica, em bases sustentáveis, tem tudo para ampliar seu potencial exportador. A parceria com a Apex será muito importante”.

 

Samuel Bryan, da Agência de Notícias do Acre