Em Xapuri, trabalhador rural tem casa incendiada

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Xapuri mais uma vez denuncia a situação de conflito na região baseada em ações judiciais movidas pelos fazendeiros que, quase sempre, ganham na Justiça o direito de expulsar posseiros antigos e históricos dos velhos seringais que ficaram fora da Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes.

Nesta última segunda-feira (27), o deputado federal Leo de Brito se deslocou até Xapuri para verificar mais uma situação grave sobre os conflitos de terra, agora na região do seringal São Pedro.

A informação é que um fazendeiro ‘grilou’ terras nos arredores da sua propriedade é o principal suspeito de mandar atear fogo na casa do seu Francisco da Silva Oliveira. O ‘Filho’ como é conhecido o Francisco, não estava em casa no momento somente pela manhã quando retornou da cidade constatou os destroços da casa consumida pelo fogo.

“Não podemos deixar que volte a escalada de violência que tivemos na época de Chico Mendes, onde se eram cometidos todos os tipos de atrocidades com os seringueiros. Meu mandato se manterá firme ao lado dos trabalhadores rurais de Xapuri”, disse o deputado.

O sindicalista e ambientalista – cujo assassinato completará 30 anos em 2018 – construiu sua trajetória de luta em favor dos posseiros, dos seringueiros e do meio ambiente. Chico Mendes foi um dos principais responsáveis pela criação das reservas extrativistas, que combinam a preservação ambiental com a ocupação humana e as questões trabalhistas.

Neste ano o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, da Câmara Federal, o deputado Paulão foi até Xapuri e participou de uma audiência de conciliação de conflitos de terras, na região da Reserva Extrativista Chico Mendes (Resex).

Segundo dados da Ouvidoria Agrária Nacional, entre janeiro de 2001 a junho de 2016, foram registrados 223 homicídios decorrentes de conflitos agrários no Brasil. Destes, 132 ocorreram na região norte do país. A CDHM tem acompanhado com preocupação os números sobre violência no campo em todo o Brasil.